PGA Tour se abre às empresas de jogos

Negócio
PGA Tour se abre às empresas de jogos

PGA Tour se abre às empresas de jogos

Principal evento de golfe dos Estados Unidos e um dos maiores do mundo, o PGA Tour vai firmar parcerias com empresas do setor de jogos de azar para as suas turnês. Além de as empresas poderem atuar como parceiras oficiais de marketing, os atletas que integram o evento vão poder buscar contratos de patrocínio com firmas do segmento.

O PGA Tour fez uma revisão minuciosa em suas políticas de negócios. Antes disso, qualquer associação com empresas de jogos de azar era proibida.

- Nós sentimos que era hora de olhar para as nossas políticas, dada a percepção do público em torno de jogos. E para atualizar essas políticas, para ser consistente com o sentimento público -  afirmou o vice-presidente sênior da entidade, Andy Levinson.

Desde que a Suprema Corte dos Estados Unidos derrubou no ano passado a lei que proibia apostas esportivas no território do país, exceto em Las Vegas, marcas do setor têm flertado com ligas e franquias do esporte americano. Por outro lado, há o receio de que atletas possam se corromper neste meio. Devido a isso, o PGA Tour contratou uma empresa especializada em serviços de integridade esportiva. Os jogadores do circuito vão receber um programa educacional para que fiquem longe de incidentes relacionados a apostas e jogos.  

Foto: Getty Images

Relacionadas