MGM vai vender o cassino Mirage em Las Vegas

Negócio
MGM vai vender o cassino Mirage em Las Vegas

MGM vai vender o cassino Mirage em Las Vegas

A MGM Resorts colocou à venda o resort e cassino Mirage em Las Vegas, após 21 anos à frente de uma das propriedades mais famosas da região, informou a CNN.

O anúncio foi feito pela empresa em uma teleconferência sobre resultados nesta quarta-feira (3). A MGM informou aos analistas que não deseja mais investir na propriedade de 32 anos. Até o momento, nenhum comprador ou preço para o Mirage foi revelado.

Segundo Bill Hornbuckle, CEO da MGM Resorts, o processo de venda das operações ainda está nos "estágios iniciais".

Sobre o potencial do negócio, Hornbuckle disse que o espaço “tem 77 acres, muito do qual ainda está realmente subdesenvolvido em relação ao que poderia ser". Além disso, complementou com uma das razões para a venda. "Quando olhamos para a alocação de capital e olhamos para um contexto de diversificação, já tivemos o suficiente de Las Vegas."

A MGM possui cerca de uma dúzia de propriedades em Las Vegas, incluindo o Bellagio, MGM Grand e Mandalay Bay. O Mirage foi inaugurado em 1989 pelo proprietário anterior Steve Wynn e foi comprado em 2000 pela MGM.

A venda do Mirage não é a primeira do tipo a acontecer em Las Vegas nos últimos anos. Em 2019, a MGM vendeu o Circus Circus por US$ 825 milhões e formou uma joint venture com a empresa de private equity Blackstone (BGB) para adquirir os imóveis do Bellagio e alugá-los de volta para a MGM Resorts em um contrato de US$ 4,25 bilhões.

A MGM vai usar o dinheiro para investir bilhões de dólares em um novo cassino em Osaka, no Japão. Também está ampliando seus negócios para as apostas esportivas nos Estados Unidos. Contudo, não está nos planos da empresa abandonar a região de Las Vegas completamente. Em setembro desse ano anunciou a compra do Cosmopolitan por US$ 1,6 bilhão, transação que deve ser concluída no próximo ano.

Relacionadas