Estudo mostra que futebol é o carro-chefe dos investimentos de marcas de apostas esportivas

Negócio
Estudo mostra que futebol é o carro-chefe dos investimentos de marcas de apostas esportivas

Estudo mostra que futebol é o carro-chefe dos investimentos de marcas de apostas esportivas

É comum ver, ao redor do mundo, marcas de casas de apostas estampadas em camisas de clubes tradicionais do futebol. Elas também figuram em equipes de outras modalidades e às vezes patrocinam um ou outro determinado evento esportivo. É um mercado que envolve muito dinheiro. Por enquanto, apenas no exterior. Mas é bem possível que já em 2019, com a regulamentação que se aproxima das apostas esportivas no Brasil, algumas empresas do segmento cresçam os olhos para os clubes nacionais. Já imaginou um Flamengo, um Corinthians, um Palmeiras ou um São Paulo estampando marcas de casas de apostas em seus uniformes? É um cenário provável num futuro próximo.

Conforme estudo publicado recentemente pela Sportcal, uma agência de marketing esportivo britânica, as três modalidades que reúnem mais empresas de apostas investindo são futebol, basquete e turfe (corrida de cavalos). Para se ter uma ideia do montante de dinheiro aplicado neste meio, o valor de investimento de todas as empresas somadas chega a impressionantes 330.5 milhões de dólares por ano. A turca Spor Toto, desconhecida do público brasileiro, lidera o ranking com US$ 29.5 milhões desembolsados anualmente em cinco negócios ativos.

Um dos principais negócios da Spor Toto é o Campeonato Turco de Futebol. A empresa detém os naming rights da competição, que se chama Spor Toto Super Lig. O futebol é uma paixão na Turquia. Inclusive, vários jogadores brasileiros já passaram com sucesso pelo país. Pouco abaixo da marca turca em termos de investimento está a britânica Betway, que chega a US$ 23.1 milhões por ano. A empresa é patrocinadora máster do West Ham (foto acima), tradicional clube londrino que disputa a milionária Premier League, primeira divisão do Campeonato Inglês. Para colocar a marca na camisa de uma equipe da Premier League é preciso desembolsar 10.26 milhões de libras por ano.

Em terceiro lugar no ranking de investimento figura a Unibet, com US$ 22.5 milhões por ano. A  marca pertence ao Kindred Group, uma operadora de apostas online com sede em Malta.

Os clubes de futebol representam cerca de 58% dos acordos com empresas do setor. A Inglaterra é o mercado mais empolgante. Só na segunda divisão do Campeonato Inglês, a Championship, 70% dos times são patrocinados por marcas do segmento de apostas e jogos. Apenas a 32Red está em cinco equipes. Se o futebol conta com 58% dos acordos, o segundo colocado aparece muito abaixo. É o turfe, com 14%. Depois vem o basquete, com 6%.

Outras modalidades que ainda estavam fechadas ao mercado das empresas de apostas esportivas vão aos poucos abrindo as portas para esses investidores. Em agosto do ano passado, o site Máquina do Esporte antecipou que a NFL, principal liga de futebol americano do mundo, liberou que as franquias negociem patrocínios com casas de apostas. No entanto, há algumas ressalvas. As equipes ainda não podem estampar diretamente as marcas do segmento em seus uniformes.

Foto: Getty Images

Relacionadas