ESPN pode licenciar sua marca por cerca de US$ 3bi

Negócio
Logomarca da ESPN

ESPN pode licenciar sua marca por cerca de US$ 3bi

Em meio a um boom na indústria de apostas esportivas, a ESPN está em busca de licenciar sua marca por pelo menos US$ 3 bilhões ao longo de vários anos. A informação foi revelada pela primeira vez pelo Wall Street Journal.

O licenciamento representa uma oportunidade para as empresas de apostas esportivas aprovadas usarem a marca ESPN e a possibilidade de renomear suas apostas com o nome da rede de televisão. Não há, entretanto, nenhuma garantia de que a gigante da mídia esportiva fechará um negócio algum dia.

No momento, a marca está em discussão com empresas, incluindo a operadora de cassino Caesars Entertainment e a empresa de jogos de azar online DraftKings, com as quais já possui parcerias.

A indústria de apostas esportivas está passando por uma onda de euforia nos últimos tempos nos Estados Unidos. Este ano, cerca de 25 estados americanos introduziram legislação para legalizar as apostas esportivas móveis, enquanto cinco estados introduziram legislação para expandir suas estruturas de apostas esportivas existentes.

De acordo com o Wall Street Journal, a ESPN tem relutado em entrar neste espaço porque seus executivos não querem correr o risco de ter a empresa diretamente envolvida em transações de jogos de azar. 

O receio com possíveis prejuízos à imagem da marca tem como um exemplo a DraftKings. As ações da empresa de apostas esportivas despencaram em junho, depois que ela foi acusada pela Hindenburg Research de esconder "operações no mercado negro".

Se efetivada, a iniciativa da ESPN pode se revelar uma oportunidade de ganha-ganha, em que a empresa aproveitaria o boom do mercado sem estar diretamente ligada à indústria de jogos de azar.

Fonte: Business Insider

Relacionadas