Barcelona e Manchester City cancelam patrocinador

Negócio
Barcelona e Manchester City cancelam patrocinador

Barcelona e Manchester City cancelam patrocinador

Preocupações com duas empresas de criptomoeda levaram o Barcelona e Manchester City a cancelar acordos de patrocínio de curta duração. A informação é da Business Standard.

Segundo o site, o Manchester City, campeão da Premier League, suspendeu um acordo com a 3Key Technologies após preocupações serem levantadas a respeito da pegada digital limitada a respeito da empresa e seus executivos. O Barcelona, por sua vez, cancelou um acordo com a Ownix ​​depois que um empresário ligado à empresa foi preso por fraude relacionada à criptomoeda.

De acordo com o Business Standard, "Moshe Hogeg foi identificado pela mídia israelense como um dos oito suspeitos detidos, embora a polícia não tenha identificado o empresário de tecnologia e proprietário do time da capital isralense Beitar Jerusalém". Ainda segundo o site, "os advogados de Hogeg, que não puderam ser contatados para comentar, foram citados como negando as acusações".

No dia 5 de novembro, a Ownix ​​anunciou que estava realizando uma parceria com o Barcelona para lançar tokens não fungíveis, ou NFTs, que seriam comprados usando a moeda digital conhecida como Ethereum. Os NFTs teriam permitido que as pessoas comprassem certificados digitais de autenticidade de itens virtuais vinculados à história do time.

Após a notícia da prisão de Moshe Hogeg, considerado consultor da Ownix segundo o Times of Isreal, o Barcelona liberou um comunicado a respeito do cancelamento: "À luz das informações recebidas hoje que vão contra os valores do clube, o FC Barcelona comunica o cancelamento do contrato de criação e comercialização de ativos digitais NFT com Ownix ​​com efeito imediato." 

O Business Insider informa que ainda não está claro, porém, quem são os oficiais por trás do 3Key, que o Manchester anunciou como patrocinador há uma semana. O time havia dito que a empresa se tornaria um parceiro oficial regional em análises de negociação financeira descentralizada e em tecnologia de consultoria, mas não informou a que região pertenceria.

Na semana passada, o jornal The Times of London noticiou que o fundador da 3Key, Oliver Chen, disse que a empresa estava em uma fase inicial "antes do lançamento de um produto nos próximos meses". O comunicado da empresa listava executivos sem uma presença virtual clara. 

Estimulado pelos tratos com a 3Key Technologies nos últimos dias, o clube britânico informou em um comunicado na sexta (19) que "o Manchester City está conduzindo novas investigações sobre a 3Key Technologies e a parceria foi suspensa enquanto se aguarda uma resolução satisfatória para todas essas investigações." 

O clube também informou que "o patrocínio não foi ativado em relação a nenhum produto ou serviço específico em qualquer parte do mundo."

Para o Business Standard, embora o Manchester City tenha afirmado que realiza uma pesquisa rigorosa em relação a todas as suas parcerias, não ficou claro o quão rigorosa ela realizada, considerando as consultas feitas pela mídia na internet sobre detalhes a respeito dos funcionários da empresa.

Martin Calladine, autor de um livro sobre futebol, destacou no Twitter que é "incomum para o parceiro de um grande clube de futebol, que seu site não traga detalhes de contato, sede social ou número da empresa. Seus canais digitais tenham apenas alguns meses e os nomes de sua equipe tenham zero pegada digital." 

De acordo com o Busniess Standard, o formulário de contato no site 3Key não estava funcionando na sexta-feira (19). 

Fonte: Business Standard / Times of Israel

Relacionadas