Apostas online superam €2 bilhões em Portugal

Negócio
Apostas online superam €2 bilhões em Portugal

Apostas online superam €2 bilhões em Portugal

Nesta quarta-feira (9), o gabinete do ministro de Estado, da Economia e da Transição Digital português, Pedro Siza Vieira, divulgou números expressivos que confirmam a tendência de crescimento das apostas online no país, ao menos durante o confinamento.

Entre janeiro e março deste ano, quando a população teve que se recolher devido a uma forte segunda onda da pandemia da Covid-19, mais de 320 mil novos jogadores se cadastraram nos sites regulados de apostas. Os números também apontaram que muitos estão na faixa etária abaixo de 35 anos.  

O montante de mais de 2 bilhões de euros vem da soma das apostas desportivas com os jogos de fortuna ou azar. Apesar dos valores significativos, o crescimento total desacelerou no primeiro trimestre representando um aumento de 15,7%.

Observando alguns números isolados, o crescimento dos jogos de fortuna ou azar teve um aumento de 15%, quando no trimestre anterior, de outubro a dezembro de 2020, havia subido 19,3%. Em contrapartida, se comparar com o período anterior (janeiro-março de 2020), quando o país ainda não tinha entrado no primeiro confinamento, o crescimento superou os 80%.

Por conta da pandemia, a perfomance das apostas online destoa dos números alcançados pelos cassinos físicos, que tiveram que fechar as portas em 15 de janeiro deste ano e, à exceção dos Açores e da Madeira, ainda se mantinham fechadas até o último dia de março. Este cenário alterou o movimento dos apostadores para as plataformas online.

Comunicado do Ministério

"No que se refere à atividade de jogos e apostas online, durante o primeiro trimestre de 2021, manteve-se a tendência geral de crescimento que vem sendo observada desde 2017, sustentada no aumento do número de licenças que foram emitidas ao longo deste período de existência de um mercado regulado em Portugal”, informou o comunicado do Ministério. No fim de março 25 licenças haviam sido emitidas.

Fonte: Portal Sapo Economia

Relacionadas