Tencent prevê mais regulações para jogos na China

Legislação
Prédios altos com janelas de vidro

Tencent prevê mais regulações para jogos na China

A gigante chinesa de tecnologia Tencent chamou a atenção para um provável aperto nas regulamentações para o setor de internet no país.

Enquanto a China intensifica seu escrutínio regulatório das empresas de internet no país, a Tencent, que se disse confiante de estar em conformidade com as regulações, superou as expectativas do mercado com o aumento de 29% no lucro do segundo trimestre.

Quem alertou para as regulamentações foi Martin Lau, presidente da Tencent, durante uma teleconferência na quarta-feira (18) para divulgação dos resultados. “Devemos esperar que mais regulamentações devem estar chegando em um futuro próximo”.

Lau disse que a regulamentação da Internet é uma "tendência global", mas a China está à frente da Europa e dos EUA em termos de "execução de um arcabouço de regulamentação mais estrutural".

Segundo o presidente da empresa, o movimento já deveria ser esperado “porque a regulamentação tem sido bastante frouxa em uma indústria como a Internet, considerando seu tamanho e importância". 

Para ele os reguladores estão focados em “retificar os maus comportamentos da indústria” e enfatizar a responsabilidade social. Mas, em última análise, o objetivo é “o desenvolvimento sustentável a longo prazo da indústria da Internet." 

Além disso, ele afirma que "o governo reconhece a importância do lado econômico e social da indústria da Internet e também a contribuição da indústria para a competitividade global”. 

Nos últimos meses várias novas regras para o setor de internet surgiram. As regras abordam desde o antitruste até regulamentação de dados. A velocidade e o objetivo das ações eliminaram bilhões de dólares em valor das empresas de internet chinesas. As ações da Tencent, por exemplo, caíram 23% este ano.

Mesmo assim, a gigante dos jogos, que já enfrentou escrutínio regulatório no passado, disse que será capaz de cumprir.

“Eu diria que haverá incertezas de curto prazo e muitas novas regulamentações que virão, mas estamos bastante confiantes de que podemos cumprir as exigências”, disse Lau.

A preocupação com as novas regulações atinge o setor de jogos online. Há um temor de que o segmento possa enfrentar regulamentações mais rígidas depois que um artigo apareceu em uma afiliada da mídia estatal comparando os jogos online ao “ópio”.

Por muito tempo, o governo chinês se preocupou com o impacto dos jogos nas crianças. Em 2018, os reguladores congelaram a aprovação de alguns jogos por conta da preocupação de que estivessem afetando a visão dos jovens.

Em 2019, a China introduziu regras que proibiam menores de 18 anos de jogar jogos online entre 10 da noite e 8 da manhã e restringiu a quantidade de tempo que eles podiam jogar.

A Tencent, por sua vez, já introduziu medidas para cumprir estas restrições e incluiu até  reconhecimento facial para identificar crianças que contornam as regras.

“Sobre os jogos, acho que a questão principal neste momento ainda é a quantidade de tempo e a quantidade de dinheiro que os menores gastam nos jogos. E esta é uma área em que estamos muito focados”, disse Lau.

De acordo com ele, esta é uma “questão complicada que requer consenso do regulador, mas também da indústria” - de qualquer forma, acrescentou, é algo que a empresa deseja discutir. 

“Se isso puder ser alcançado acredito que a maioria das críticas sobre a indústria de jogos será resolvida”, afirmou Lau.

Fonte: CNBC

Relacionadas