Senador defende legalização de jogos de azar

Legislação
Senador defende legalização de jogos de azar

Senador defende legalização de jogos de azar

O senador Ângelo Coronel (PSD-BA) defende a legalização de jogos como caça-níqueis, bingos e cassinos em resorts para ajudar o governo federal a financiar o pagamento de benefícios do novo programa de transferência de recursos para famílias carentes, o Renda Cidadã.

O Renda Cidadã é um novo programa de transferência de renda que deve substituir o Bolsa Família, mas o Governo Federal ainda não decidiu de onde vai captar os recursos para financiar o sistema de benefícios para famílias carentes. Várias ideias já foram descartadas pelo Congresso Nacional, mas uma alternativa de fonte para custear os repasses é exploração de jogos de azar é o que defende o senador Ângelo Coronel do PSD da Bahia.

 "Nós temos um orçamento geral da União em torno de 30 bilhões por ano para custear o programa Bolsa Família. Eu estou propondo a legalização como um todo, é a legalização do jogo do bicho, dos caça-níqueis, dos bingos e também a liberação para que players internacionais possam instalar cassinos resorts, como já existe há anos em vários países."

Relator de projetos que legaliza cassinos em resorts, o senador explica que a regulamentação dessas atividades pode gerar arrecadação de mais de 50 bilhões de reais para os cofres da União.

"Hoje nós poderemos arrecadar por ano (em impostos) mediante os jogos legalizados em torno de 50 bilhões. Não podemos simplesmente deixá-los continuar na clandestinidade. Nós vamos gerar com isso 700 mil empregos diretos e mais 600 mil empregos indiretos. O Brasil está perdendo uma grande oportunidade."

A proposta que disciplina a exploração desses centros de lazer em complexos de hotéis e instalados em território nacional está em análise na Comissão de Desenvolvimento Regional e Turismo, segundo informou Raquel Teixeira da Rádio Senado.

Fonte: Agência Senado

Foto: Marcos Oliveira/Agência Senado

Relacionadas