"O Brasil está muito atrasado nisso", diz Flavio Zveiter

Legislação
"O Brasil está muito atrasado nisso", diz Flavio Zveiter

"O Brasil está muito atrasado nisso", diz Flavio Zveiter

A Comissão Especial de Direito de Jogos Esportivos, Lotéricos e Entretenimento da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB) tem Flavio Zveiter como presidente e Pedro Trengrouse na condição de vice. O objetivo é brigar pela regulamentação dos jogos para que a atividade possa ser exercida dentro dos padrões da legalidade e, sendo assim, combater a prática clandestina que movimenta muito dinheiro no país atualmente.

Em entrevista exclusiva ao site “Games Magazine Brasil”, Zveiter destacou que um marco regulatório para atividade é a melhor forma de enfrentar a poderosa indústria clandestina, que acaba se tornando um paraíso para a ação do crime organizado.

- A indústria de loterias e jogos apresenta vulnerabilidades significativas para atuação do crime organizado e lavagem de dinheiro. O ambiente regulatório é fundamental para que se possa desenvolver esta atividade com segurança e a OAB tem condições de contribuir muito nisso – afirmou o advogado, que já foi presidente do Supremo Tribunal de Justiça Desportiva, o STJD.

Ainda na entrevista para o “Games Magazine”, o presidente da Comissão Especial ressaltou que o Brasil precisa avançar muito em relação ao mercado de jogos. De acordo com Zveiter, o país precisa explorar corretamente o potencial econômico que tem neste segmento para ter os benefícios.

- O Brasil está muito atrasado nisso e precisa de mudanças profundas no seu mercado de loterias e jogos para que possa gerar benefícios sociais e econômicos relevantes, além de mitigar os riscos inerentes ao jogo ilegal – salientou o advogado, que também é membro do Comitê de Ética da FIFA.

Foto: Reprodução

Relacionadas