França cria uma nova autoridade de jogo

Legislação
França cria uma nova autoridade de jogo

França cria uma nova autoridade de jogo

A Française des Jeux (FDJ) está a caminho da privatização e o governo agendou que isso acontecesse no final de novembro. Como parte dessa privatização, ele anunciou a criação do L'Authorité nationale des jeux (ANJ). O novo órgão substituirá o L'authorité nationale de régulation des jeux en ligne (ARJEL).

O Ministro de Ação e Contas Públicas, Gerald Darmanin, anunciou a notícia e disse que a ANJ entrará em vigor em 1º de janeiro. Essa ordem foi feita no Conselho de Ministros, que especificou os termos da privatização do FDJ. A autoridade será responsável por todas as atividades de jogos, exceto os cassinos na França.

Atualmente, o estado francês possui 72% do FDJ, mas após a privatização, terá apenas 20%. A porta-voz do governo, Sibeth Ndiaye, disse que a portaria põe fim ao monopólio do FDJ para substituí-lo por um direito de prazo limitado, estabelecido em 25 anos e renovável.

Responsabilidades da ANJ

A nova autoridade consolidará e expandirá as responsabilidades da ARJEL. No entanto, os cassinos foram excluídos e permanecerão sob a tutela do Ministério do Interior, pois esses jogos "são particularmente viciantes". A ANJ também terá o poder de aprovar jogos e operadoras, além de impor sanções econômicas.

A autoridade será dirigida por Isabelle Falque-Pierrotin, Conselheira de Estado e ex-presidente da Comissão Nacional de Informática e Liberdades (2011-2019).

Fonte: Focus Gaming News

Relacionadas