Caso Enjoy: deputados denunciam presidente Chileno

Legislação
Presidente Piñera recebe denúncia no caso Enjoy

Caso Enjoy: deputados denunciam presidente Chileno

No Chile, um grupo de parlamentares da oposição apresentou uma denúncia contra o presidente, Sebastián Piñera, por suas supostas ligações com a Enjoy. São nove deputados que baseiam sua denúncia no relatório da comissão investigativa de Cassinos do Chile que aponta para um suposto favoritismo à empresa.

O grupo fez a sua apresentação ao procurador Jorge Abbott, pedindo-lhe que investigasse as alegadas ligações entre o presidente e a operadora de jogos. Conforme indicou o deputado Rodrigo González, presidente da comissão de inquérito, ele deve investigar a suposta responsabilidade da chefe da dejus, Vivien Villagrán. 

Especificamente, a denúncia aponta para um suposto caso de negociação incompatível, improbidade administrativa, omissão de denúncia e suborno de Piñera por "favorecer" a Enjoy.

Declarações

“O objetivo desta denúncia é que o promotor investigue os fatos que possam ser considerados delitos e também que possa ser instaurado todo um procedimento que permita regular melhor as atividades do mercado financeiro”, disse González à Rádio BioBío.

Por sua vez, o deputado Daniel Verdessi (outro dos denunciantes) destacou que o Presidente “deveria saber que com esta assinatura beneficiava diretamente as suas empresas (NdR: for Enjoy)”. 

Defesa da Enjoy

A operadora do cassino sempre negou qualquer tipo de vínculo com Piñera e até questionou duramente a comissão investigativa dos deputados.

Desde o início, a Enjoy destacou que o julgamento de um suposto vínculo ou conflito de interesses não é da competência do órgão legislativo, mas sim da Controladoria-Geral da República. Poucos dias após a primeira defesa da empresa após o relatório, o CGR anunciou que iniciaria uma investigação sobre o assunto.

Como se não bastasse, a empresa iniciou uma contra-ofensiva por meios jurídicos e anunciou que entrará com uma ação contra a comissão por suas denúncias. 

Presidência nega qualquer vínculo com a Enjoy

Do ambiente do presidente, eles foram os primeiros a negar um possível favoritismo para Enjoy. Por meio do porta-voz do governo, Jaime Bellolio, o partido no poder negou as acusações e disse que não há vínculos entre Piñera e Enjoy.

“Quero dizer de uma forma forte e clara, o Presidente Piñera não tem nem teve qualquer tipo de relação de qualquer natureza com a Enjoy ou com nenhum casino, portanto todas as acusações que foram feitas a este respeito são absolutamente isentas qualquer fundação", disse o Secretário de Estado.

“As denúncias que se levantam não têm fundamento”, disse o responsável e apontou contra a Superintendência dos Casinos de Jogos (SCJ): “Outra coisa é o que a SCJ fez e explicou o motivo que deu origem a fazer aquele decreto que obviamente se deve à pandemia (…) e essa é uma explicação que não cabe ao Governo, mas sim a SCJ”, analisou.

Fonte: Focus Gaming News 

Relacionadas