Bolsonaro admite que vetará regulamentação do jogo

Legislação
Bolsonaro admite que vetará regulamentação do jogo

Bolsonaro admite que vetará regulamentação do jogo

O presidente Jair Bolsonaro revelou em entrevista à Veja que tem conversado com governantes sobre a legislação do jogo, mas que não permitirá que o mercado seja regulado.

A afirmação veio apesar da recente mobilização na Câmara dos Deputados para levantar um projeto que legalizaria jogos de azar, cassinos e o jogo do bicho no país. Parada desde o governo de Michel Temer, a regulamentação de apostas esportivas ganhou fôlego após o presidente da Câmara Arthur Lira (Progressistas-AL) ter criado um grupo de trabalho para discutir a legalização de cassinos, máquinas caça-níqueis e bingos, entre outros. A ideia é que o tema seja votado na Câmara até o fim do ano.

A proposta tem entusiastas entre os auxiliares mais próximos do presidente, como o ministro da Casa Civil Ciro Nogueira, mas esbarra na resistência de parlamentares evangélicos. A VEJA o presidente disse que já foi procurado por apoiadores da liberação de jogos no país, mas relatou a eles que a medida não terá o apoio do governo para ser aprovada no Congresso e, se ainda assim for adiante, ele vetará a proposta.

A declaração do Presidente 

“Eu acho que vai ter mais a perder do que a ganhar no momento. Se porventura aprovar, tem o meu veto, que é natural, e depois o Congresso pode derrubar o veto. Sim, o que está sendo discutido até o momento contará com o meu veto. Ponto final”, disse Bolsonaro. “No momento a minha opinião sobre jogos de azar é essa”, afirmou o presidente.

Relacionadas