Os cassinos como novo recurso para superar a crise

Eventos
AGORA BRASIL

Os cassinos como novo recurso para superar a crise

A Games Magazine Brasil, com o apoio da Clarion Events, iniciou na tarde de ontem (28) a divisão Live Series (transmissões online e ao vivo) com o primeiro webinar do ciclo “AGORA BRASIL”. 

O primeiro webinar do ciclo AGORA BRASIL teve como tema: “Os cassinos como novo recurso para superar a crise”. O webinar teve moderação de Witoldo Hendrich Jr. (Sócio fundador da Online IPS Brazil e do Hendrich Advogados) e teve como  painelistas, o Deputado Federal Newton Cardoso Jr. (Presidente da Comissão de Turismo), Johnny Ortiz (Fundador da Zitro), Alex Pariente (VP sênior de Operações de Cassino da Hard Rock International) e Pedro Cortés (Senior Partner no Rato, Ling, Lei and Cortés Advogados).

Carlos Cardama, CEO do Games Magazine Brazil, abriu o webinar destacando a importância da regulamentação dos jogos no Brasil: “Esperamos contribuir com este ciclo de debates e neste encontro quero pedir ao governo que nos dê a oportunidade de oferecer ao Brasil empregos e impostos. Com o fim da Covid-19, o setor de jogos tem grandes condições de colaborar com a economia”. Witoldo Hendrich complementou: “Não é pedir ao Governo que nos ajude e sim que se ajude, pois estamos falando de impostos, arrecadação, geração de empregos que podem ser benéficos ao país”.

Newton Cardoso disse que a aprovação de cassinos no Brasil será um fator de grande importância para a economia pela geração de impostos e milhares de empregos, especialmente após o fim da quarentena determinada pela pandemia. “A Comissão de Turismo da Câmara Federal é totalmente a favor da regulamentação dos jogos no país. O Brasil está plenamente preparado e temos estrutura jurídica, econômica e de controle para a abertura de cassinos”. “Os empresários sérios não querem se misturar num mercado negro e precisamos convencer os parlamentares e a sociedade de que o jogo é uma atividade econômica como outra qualquer e que, corretamente regulada, só fará bem ao país”.

Alex Pariente, afirmou que “Temos de reconhecer que há um mercado amplo a ser desenvolvido no Brasil. Quando resorts com cassino são implantados, o investimento atende a uma demanda global de turistas. A reativação da economia regional é um marco quando da implementação de cassinos”. Pariente apresentou um estudo e comparou o turismo no Brasil com o de outros países: “Depois da chegada dos cassinos-resorts em Las Vegas, que recebia cerca de 7 milhões de turistas/ano, a cidade passou a receber cerca de 44 milhões de turistas/ano”. Ele também comparou a instalação de cassinos em Macau e Singapura, onde a abertura do mercado aumentou substancialmente a entrada de turistas. “A regulamentação correta é um ponto chave para os investidores injetarem seu capital em retornos certos e adequados”. 

Johnny Ortiz explicou: “Muita gente não sabe dos problemas que acontecem aqui no Brasil e a mídia sempre diz que nos cassinos vai haver sonegação de impostos e lavagem de dinheiro, se tem lavagem não tem sonegação e para isso o que é necessário? Compliance. No compliance, as regras de cumprimento devem ser estritas, duras. Nos EUA você é obrigado a abrir seu imposto de renda, suas contas, eles controlam tudo o que você faz, você precisa de licenças e assim tem que ser no Brasil. E acrescento que no Brasil, seria importante que esse controle também fosse feito para os agentes que nos fiscalizam”. “O problema atual no Brasil é a discussão apenas de abertura de grandes IRC’s, cujos investimentos são demorados e com geração de empregos e impostos bem menor do que a regulamentação mais ampla dos jogos no país Por esta razão defendo uma abertura mais ampla”.

Pedro Cortés comentou “O modelo de Macau foi inspirado no modelo usado em Las Vegas. Se falarmos só em jogo, em Macau estamos falando de sete vezes mais do que em Las Vegas” e mesmo estando três meses fechado, os cassinos de Macau passam pela pandemia e se sustentam. Pedro entende que o Brasil não se compara com nenhum outro país: “No Brasil estamos falando de um país continental e temos tudo o que oferece Las Vegas, Macau e Portugal, por isso, não podemos escolher apenas resorts, ou só cassinos ou apenas bingos, temos que olhar para o Brasil com vários estados, municípios diferentes e entender qual o modelo ou modelos, podendo ser um ou diversos, então acho que não podemos nos apegar em apenas um”. “o Brasil tem caminhado adequadamente, mas precisa agilizar e finalizar as discussões para que todos os benefícios esperados pela implantação da atividade no país colaborem com a retomada da economia”. 

A segunda edição do webinar acontecerá no dia 25 de junho e abordará o tema: “Apostas esportivas: construindo uma regulamentação para que todos ganhem”, com a participação do Subsecretário de Prêmios e Sorteios do Ministério da Economia, Waldir Eustáquio Marques Junior.

Relacionadas

Caribbean Gaming Show (CGS)
Eventos

Caribbean Gaming Show (CGS)

Evento acontecerá nos dias 27 e 28 de agosto e será focado nos problemas recorrentes do jogo na América Latina