Uruguai: auditoria aponta fragilidades em cassinos

Uruguai: auditoria aponta fragilidades em cassinos

O Ministério das Finanças do Uruguai divulgou um relatório no fim de abril em que aponta vulnerabilidades na segurança de informação de cassinos. O objetivo da ação, segundo órgão, foi avaliar aspectos relacionados à segurança de informações de aplicativos de sistema de controle de jogo em slots, sistema de liquidação de folha de pagamento e sistemas de contabilidade.

O relatório também avaliou a eficiência dos gastos com aluguel de salas de jogos e informa que procedimentos do relatório não puderam ser realizados em alguns locais por causa das restrições sanitárias na época da auditoria.

Os resultados apontaram para vulnerabilidades de controle que, se exploradas, poderiam expor o organismo a riscos de segurança de informação. No que diz respeito ao sistema de controle de jogos online, o relatório informa que não foram implementados controles técnicos suficientes sobre as ações que poderiam ser realizadas na base de dados (sem intermediação do software).

Além disso, não foram implementadas operações e funcionalidades específicas do sistema de registo contabilístico. Isso impediria que a Direção Geral de Cassinos (DGC) tivesse informação sobre a sua situação patrimonial, econômica e financeira por meio de um sistema unificado de contabilidade.

Em relação ao Sistema de Liquidação da Folha de Pagamento, a falta de documentação técnica sobre desenvolvimento torna sua manutenção e melhoria praticamente inviável. Essa fragilidade leva à necessidade de implementar atividades de controle, diz o relatório.

Quanto à gestão de aluguéis, foi encontrada a existência de contratos vencidos. A DGC não em informações sobre negociações de renovação de alguns deles.