Retorno dos cassinos argentinos

Cassino
Retorno dos cassinos argentinos

Retorno dos cassinos argentinos

89 dias após o início das medidas obrigatórias de isolamento, o setor comercial foi bastante afetado na Argentina. Os cassinos argentinos não são exceção e estão fora de serviço desde então. Por esse motivo, o chefe do órgão regulador de La Rioja, Ramón Vera, se reuniu com os representantes do setor.

O funcionário foi verificar pessoalmente o progresso na adaptação dos locais de jogos às novas medidas sanitárias. Por isso, também se reuniu com funcionários de salas de jogos e salas de bingo, que eles esperam reabrir em breve.

Conforme revelado pela imprensa local, Vera manteve um diálogo "frutífero" com representantes do setor, que expressaram suas preocupações. Assim, ele garantiu que transferirá as preocupações dos cassinos argentinos para o governador da província, Ricardo Quintela.

O retorno da La Quiniela

O La Quiniela, modalidade de jogo que movimenta US$ 1,8 bilhão por ano, se recupera na Argentina.

Após o retorno às atividades na segunda-feira passada das agências da província de Buenos Aires, que representam 47% do faturamento total, o setor voltou a ter receita.

Com apenas 78 municípios habilitados de um total de 135, no dia da reabertura das agências, foram levantados US$ 865 mil. Agora, 132 municípios estão prontos para operar e espera-se que o mês de junho termine com bons resultados.

"Se todos estivessem abertos nesses 81 dias de quarentena, US$ 69,1 milhões teriam sido arrecadados", disse Patricio Gándla, presidente da Federação Argentina de Câmaras de Loterias e Quinielas, ao jornal LA NACION.

Fonte: Focus Gaming News 

Relacionadas