Min. do Turismo quer liberação dos cassinos

Cassino
Min. do Turismo quer liberação dos cassinos

Min. do Turismo quer liberação dos cassinos

Assim como o presidente da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia, o novo ministro do Turismo, Marcelo Álvaro Antônio (foto acima), também endossou o coro pela legalização dos cassinos no Brasil. Em entrevista ao jornal “O Tempo”, o ministro afirmou que a liberação da atividade será um ótimo fator para o país atrair novos investimentos.

- Eu sou a favor de medidas que deem ao Brasil condições de crescer. Essa é uma delas. Considerando a capacidade da atividade para atrair investimento estrangeiro e seu potencial de ampliação do fluxo de turistas nacionais e internacionais para destinos domésticos – ressaltou Álvaro Antônio ao periódico de Minas Gerais.

Deputado federal por Minas de 2015 até o dia 1o de janeiro deste ano, o ministro também citou o fato de que quase todos os 20 países mais ricos do mundo têm a atividade dos jogos legalizada. Além disso, Álvaro Antônio destacou que muitos brasileiros frequentam cassinos mundo afora para salientar que a liberação dos casas de jogos vai movimentar a economia do país.

- No Conrad Punta del Este Resort & Casino, por exemplo, brasileiros representam 70% do público total do empreendimento, e o cassino é responsável por 70% do faturamento do resort. Além disso, grandes destinos como Las Vegas, por exemplo, recebem anualmente 6,8 milhões de estrangeiros, o equivalente ao número total de visitantes internacionais que o Brasil recebe por ano. Precisamos trazer esse viajante e essa movimentação financeira de volta para cá – completou o ministro, que também enfatizou a importância de uma regulamentação rígida para evitar problemas no segmento e dar credibilidade à atividade.

Foto: Luis Macedo/Câmara dos Deputados

Relacionadas

Licitação de resort integrado em Osaka
Cassino

Genting foi selecionada para licitação de RI em Osaka

Genting umas das três selecionadas para licitação de resort integrado em Osaka. A concessão do RI será de 10 anos, com um período de exclusividade de 7 anos. O lugar planejado para o RI tem 49 hectares no noroeste da ilha artificial de Yumeshima, que também é onde a Expo Mundial de Osaka-Kansai de 2025 será realizada.