Witzel pede legalização

Cassino
Witzel pede legalização

Witzel pede legalização

Na última terça-feira (08), o governador do Rio de Janeiro, Wilson Witzel, voltou a defender a legalização dos cassinos para gerar recursos ao estado. Witzel atendeu a imprensa na cerimônia de posse do novo procurador geral do Rio, Marcelo Lopes. Ele já havia dito na semana passada que os jogos de azar devem ser permitidos no país.

O governador deixou claro que a situação financeira do Rio de Janeiro é preocupante. De acordo com ele, o estado pode chegar ao mês de julho sem ter como honrar os seus compromissos. “Se mantivermos o ritmo, sem fazer nenhuma medida de contingência, sem negócio, vamos chegar em julho sem dinheiro. Temos restos a pagar de mais de R$ 11 bilhões, déficit de R$ 8 bilhões, e precisamos agir, cobrar os sonegadores, cobrar a dívida ativa, nos empenhar", afirmou Witzel.

Justamente por conta do cenário tenebroso em termos financeiros que o governador aproveitou para defender a legalização dos jogos como fonte de novos recursos para o estado sair do buraco. Segundo ele, a liberação dos cassinos será benéfica.

Witzel acredita que por ser um dos destinos mais procurados por turistas estrangeiros, o Rio tende a aumentar consideravelmente a geração de riquezas quando as casas de jogos estiverem operando de forma legal. "Nós estamos empenhados em aprovar agora a legislação que permite a instalação de cassinos no estado do Rio de Janeiro. Não é possível que só em Las Vegas as pessoas gastem fortunas. Aqui também há espaços para sediar cassinos e tem oportunidades para isso. É só aperfeiçoar os mecanismos de controle e não haverá nenhum tipo de problema. Certamente, o estado muito ganhará e vai se beneficiar", frisou o governante.

Foto: Wilson Dias/Agência Brasil

Relacionadas