Costa Rica exigirá vacina para entrar em cassinos

Cassino
Costa Rica exigirá vacina para entrar em cassinos

Costa Rica exigirá vacina para entrar em cassinos

A rede de notícias americana USA Today informou que viajantes com 12 anos ou mais que pretendem viajar à Costa Rica deverão estar prontos para apresentar o comprovante de vacinação para acessar diversos estabelecimentos.

A organização de turismo Essential Costa Rica anunciou nesta terça-feira (2), que as empresas "poderão admitir apenas pessoas comprovadamente vacinadas (Moderna, Pfizer-BioNTech, AstraZeneca e Janssen)" a partir de 8 de janeiro. A comprovação deverá ser realizada através de um código QR ou de um certificado impresso para entrada em hotéis, cassinos, bares, centros de turismo de aventura e museus, entre outros.

O comprovante de vacinação, entretanto, não será necessário para entrar no país. Porém, os viajantes não vacinados deverão obter uma apólice de seguro de viagem que cubra os custos de cuidados e quarentena da COVID-19, se necessário. A exceção para o seguro de viagem será para os viajantes menores de 18 anos.

A Essential Costa Rica adiantou que "no entanto, os turistas não vacinados com 12 anos ou mais não terão permissão para entrar nos estabelecimentos comerciais a partir de 8 de janeiro".

Além do comprovante de vacinação, os viajantes também deverão preencher um Health Pass dentro de 72 horas a partir da chegada no país latino americano. Os viajantes vacinados poderão anexar seu comprovante de vacinação ao Health Pass.

De acordo com as novas regras, menores de 12 anos não precisarão apresentar comprovante de vacinação para entrar nos estabelecimentos comerciais e nem turistas que possuam algum quadro clínico credenciado que impossibilite a vacinação de qualquer uma das vacinas aprovadas pelo Ministério da Saúde da Costa Rica.

Negócios essenciais, incluindo farmácias e supermercados, não precisarão exigir comprovante de vacinação para permitir acesso a seus estabelecimentos.

Relacionadas