Arthur Lira pode votar jogo de azar até fim do ano

Cassino
Câmara dos deputados, cadeiras vazias, algumas pessoas em pé.

Arthur Lira pode votar jogo de azar até fim do ano

Boas notícias para quem quer ver os jogos de azar finalmente legalizados no Brasil. O caminho para a legalização pode estar próximo. Segundo o jornal Valor Econômico, o presidente da Câmara dos Deputados Arthur Lira (PP) criou um grupo de trabalho que tem intenção de votar até o fim do ano uma proposta de regulamentação dos jogos de azar no país, desde os cassinos até o jogo do bicho. 

Ainda de acordo com o artigo, o deputado do PSB de Pernambuco Felipe Carreras informou que a base da discussão será um parecer aprovado por uma comissão em 2016, mas que não foi adiante. O texto regulamentava a existência de cassinos em resorts, caça-níqueis, apostas online, bingos e jogo do bicho. 

O deputado considera a proibição atual uma hipocrisia "porque [os jogos] estão presentes na vida da gente, tem nas comunidades, tem todo lugar." Ele não vê problema nos jogos desde que regulamentados. E aponta para as receitas que o Brasil tem perdido e oportunidades de emprego que não tem gerado por conta da proibição. 

Em 2016, quando o parecer no sentido da legalização foi aprovado, houve conflitos dos próprios setores de jogos, que disputavam "mercado" entre si, diz a matéria. 

Quem também apresenta resistência ao projeto é a bancada evangélica na Câmara. Eles demonstram forte contrariedade e o deputado Sóstenes Cavalcanti (DEM-RJ) chegou a dizer que "só quem tem interesse nisso [legalização dos jogos de azar] é quem quer lavar dinheiro". 

Carreras pretende persuadir deputados da bancada a apoiar o projeto voltando parte de receita que seria arrecada para assuntos que seriam de interesse desses parlamentares, como ajuda na recuperação de drogados. Este é um tema sensível à bancada. Outra parte das recursos poderia ser utilizada para um fundo nacional de combate à corrupção.

Mesmo com as resistências há aparente pressa para votar o projeto. A ideia é colocá-lo para votação ainda este ano. De acordo com o deputado Bacelar (Pode-BA), "o Brasil precisa de renda e emprego para ontem, com urgência. O setor de turismo tem cobra isso direto". 

Fonte: Valor Econômico

Relacionadas