Acordo em Wisconsin permitirá apostas esportivas

Cassino
Acordo em Wisconsin permitirá apostas esportivas

Acordo em Wisconsin permitirá apostas esportivas

Na última quinta-feira o governador do estado americano de Wisconsin Tony Evers e a tribo nativa Oneida assinaram um acordo para permitir apostas em eventos esportivos pela primeira vez no estado.

Em um movimento que acompanha outros estados no sentido de gerar mais receita, eles informaram que alteraram o acordo de jogo entre a tribo e o estado para permitir apostas em eventos esportivos profissionais, incluindo jogos da NFL, NBA e MLB, outros jogos esportivos profissionais e programas de premiação transmitidos pela televisão nacional.

As regras, porém, não vão permitir apostas em esportes universitários, eleições ou em eventos com participantes menores de 19 anos. Segundo o acordo, as apostas seriam permitidas no cassino dos Oneida.

Apostas remotas em eventos esportivos seriam permitidas em propriedades da tribo. A porta-voz do Departamento de Administração do Estado Tatyana Warrick informou que neste caso, um apostador poderia realizar suas apostas em uma das instalações da tribo, inclusive um estacionamento de propriedade da Oneida, onde poderiam ser feitas usando o celular.

A expectativa do governado, em comunicado à imprensa, é de que que as apostas esportivas criarão novas oportunidades de emprego para a tribo. Já presidente da Oneida, Tehassi Hill, disse no comunicado que a medida impulsionaria o turismo.

Os acordos para jogos existentes entre o estado e as tribos exigem que as tribos paguem ao estado uma porcentagem de seus ganhos em troca do direito exclusivo de oferecer jogos de azar. A porta-voz do DOA, Olivia Hwang, disse que a inclusão desta nova modalidade não estabelece um aumento dos pagamentos feitos pela tribo ao estado. No entanto, se as apostas gerarem mais receita para a tribo, por consequência a receita geral do estado também aumentará. 

A alteração está sujeita a revisão pelo Bureau of Indian Affairs dos EUA. Essa agência terá um período de 45 dias para aprovar ou rejeitar o acordo.

Nos últimos anos, muitos estados têm permitido apostas esportivas com o objetivo de aumentar suas receitas. Foi o que aconteceu em Indiana, Iowa e Michigan, que legalizaram as apostas esportivas em 2019. Os legisladores de Ohio afirmam que legalizar as apostas esportivas será uma prioridade neste outono. O governador de Nova York, Andrew Cuomo, por sua vez, autorizou as apostas esportivas no celular em abril deste ano no estado.

O segmento de apostas esportivas aponta para um cenário muito lucrativo. A VIXIO Gambling Compliance, empresa que monitora a legislação e o desempenho do jogo, publicou um relatório em janeiro prevendo que a receita das apostas esportivas legais poderá chegar a US$ 3,1 bilhões em 2021 e a US$ 10 bilhões em cinco anos.

Fonte: Associated Press

Relacionadas