Sportradar destacou o potencial do Brasil

Apostas Esportivas
Sportradar destacou o potencial do Brasil

Sportradar destacou o potencial do Brasil

Em novembro de 2020, três clubes de futebol competindo na Série A3 Paulista do Brasil foram sancionados pela Federação Paulista de Futebol por atividades de manipulação de resultados. Os clubes Barretos EC, Paulista FC e Olimpia FC foram punidos com quatro meses de suspensão e multa. As sanções também se estenderam à equipe técnica e de jogo, com sete jogadores e um técnico de todos os clubes recebendo multas e proibições de jogar de até um ano.

O caso foi apresentado com sucesso pela Federação Paulista de Futebol (FPF), trabalhando em estreita colaboração com a Polícia Civil de São Paulo, Ministério Público Estadual e Sportradar Integrity Services.

Margarete Barreto, Magistrada Interina da FPF, afirmou em nota: “Nos últimos anos, a FPF adotou várias medidas de prevenção contra a manipulação de resultados. Isso inclui educar atletas e treinadores sobre a ameaça de manipulação de resultados para a integridade do jogo e aplicar o monitoramento de apostas em nossas partidas, por meio de nossos parceiros especializados em Sportradar Integrity Services. Porém, quando verificados casos de manipulação de resultados, precisamos tomar medidas decisivas, como fizemos aqui, e saudamos o Tribunal de Justiça Desportiva (TJD-SP) que mantém as sanções que impusemos aos três clubes. Devemos evitar a manipulação de resultados que afetem o jogo limpo de nosso jogo a todo custo, e esperamos que essas ações decisivas enviem uma mensagem a outros de que essas atividades não serão toleradas em nossas competições. Parabenizamos a equipe do TJD-SP e seu presidente Dr. Olim, e os nossos parceiros da Sportradar, pela colaboração que levou a este resultado”. 

Juan Mendez, gerente de desenvolvimento de negócios da Sportradar Integrity Services, acrescentou: “A Sportradar está comprometida em apoiar nossos parceiros em cada etapa do processo investigativo. Nosso sistema de monitoramento mais uma vez se mostrou fundamental para detectar as irregularidades registradas nos mercados de apostas, o que nos permitiu informar a Federação Paulista de Futebol em tempo real, e também apoiar o inquérito policial, que incluiu a prestação de depoimento de especialistas durante as audições preliminares.

“Estamos muito satisfeitos em ver que nossos relatórios foram mais uma vez considerados evidências confiáveis ​​para ajudar a apoiar os procedimentos em um grande tribunal esportivo. O julgamento representa outro marco para o Sportradar Integrity Services, à medida que continuamos a apoiar nossos parceiros globais na luta contra a manipulação de resultados”. 

Mariana Chamelette, advogada criminal e promotora da Justiça Desportiva de Futebol, afirmou que: “Esses casos demonstram a abordagem de tolerância zero à manipulação de resultados no futebol paulista, que está se tornando um problema crescente no futebol brasileiro. Mostra que ainda mais importante do que investigar e punir os envolvidos, é evitar as manipulações da partida. A prevenção da manipulação de resultados deve ser abordada em todos os clubes, pois eles têm a obrigação moral de educar e supervisionar seus atletas. O esporte é apaixonado, porque é imprevisível. Portanto, a imprevisibilidade é essencial para a própria existência do esporte. Assim, espera-se que dirigentes, técnicos, árbitros, atletas - enfim, todos os envolvidos na prática esportiva - entendam a seriedade do problema enfrentado e coloquem a preservação da integridade esportiva como prioridade.”

Fonte: Focus Gaming News 

Relacionadas