Americanos apostaram mais de US$125 bi em esportes

Americanos apostaram mais de US$125 bi em esportes

Desde que uma decisão da Suprema Corte dos EUA abriu caminho para que todos os 50 estados oferecessem apostas esportivas há quatro anos, os americanos apostaram mais de US$ 125 bilhões na modalidade. A marca bilionária considera as apostas em estabelecimentos legais, informou a Associated Press (AP).

A agência de notícias destacou que os US$ 125 bilhões representam um pouco mais do que o valor gasto em alimentos para animais de estimação, suprimentos e cuidados veterinários em todos os Estados Unidos em 2021 e mais do que a receita líquida dos agricultores americanos do mesmo ano.

O valor, no entanto, não desconta os prêmios pagos às pessoas que ganharam apostas. Após as despesas, as casas de apostas geralmente ficam com menos de 10% do valor total das apostas que gerenciam. Segundo a American Gaming Association, grupo comercial nacional da indústria de jogos de azar, nos primeiros quatro anos de apostas legais, sua receita é de US$ 8,8 bilhões.

Uma das principais razões para a legalização das apostas esportivas, aponta a AP, foi proteger os clientes de casas de apostas não licenciadas, muitas operando como parte do crime organizado. As regulamentações estaduais incluem proteções robustas ao consumidor, com reguladores vigilantes prontos para intervir quando virem violações.

A legalização das apostas esportivas legais, porém, não conseguiu acabar com o jogo ilegal. No Facebook há vários grupos de apostas esportivas do Facebook, onde casas não licenciadas em outros países divulgam suas ofertas.

A AP ainda salienta que as apostas esportivas foram, e ainda são, apresentadas aos legisladores estaduais como uma fonte de nova receita tributária, uma opção particularmente tentadora em tempos difíceis. Gerou US$ 1,3 bilhão em impostos estaduais e locais desde 2018, de acordo com a AGA, mas o valor que muitos estados mantêm é muito pequeno em comparação com seu orçamento geral. Alguns estados, como Nova York, tributam a receita de apostas esportivas móveis em 51% – uma taxa que as operadoras dizem não ser sustentável a longo prazo.

Até a publicação da matéria, na sexta-feira (13), 35 estados, além de Washington, D.C., legalizaram as apostas esportivas, com 30 delas funcionando, de acordo com a AGA. A governadora do Kansas Laura Kelly assinou um projeto de lei em seu estado quinta-feira (12).